SEMESTRE CAÓTICO

FECHANDO O 1º SEMESTRE

Hoje estamos fechando o primeiro semestre de 2016, que, sem sombra de dúvida entrará para a história como um dos mais caóticos da história do nosso pobre país. Atenção: digo -um dos mais caóticos- porque, francamente, não estou muito convencido de que o segundo semestre será melhor. 

POR UM LADO

Por um lado, o afastamento de Dilma Neocomunista Rousseff representou para a maioria do povo brasileiro  a volta da confiança no país, principalmente porque o novo governo livrou o país da Matriz Econômica Bolivariana, imposta pelo Foro de São Paulo.

 

POR OUTRO LADO

Por outro lado, infelizmente, as decisões que o governo Temer vem tomando, impondo esplêndidos aumentos da Despesa Pública, que já somam algo como R$ 125 bilhões, alimentam a ideia de que o déficit orçamentário aprovado, de R$ 170,5 bilhões, deixe de ser TETO e passe a ser PISO. 

 

DESPESAS E REAJUSTES

O fato do governo dizer que as despesas/reajustes que estão sendo propostos e aprovados, como Bolsa Família, salários do Judiciário e MPF, negociação da Dívida com Estados, ajuda a fundo perdido ao RJ para salvar as Olimpíadas, para ficar só por aí, já estavam previstos e combinados não têm qualquer fundamento lógico.

 

PRIVILEGIADOS

Insisto: o governo, pelo visto, não entendeu que quando não há disponibilidade de recursos, não há previsão e/ou combinação que deva ser respeitada. Aí quem manda é, exclusivamente, o caixa.

Mais: notadamente, porque os recursos que beneficiam os privilegiados saem do bolso dos pagadores de impostos. E a maior parte do dinheiro, como se sabe, sai do bolso da Segunda Classe, que pouco ou nada recebe.  

INSTRUMENTO DE JUSTIFICATIVA

Como bem afirma, aliás, o pensador Ricardo Bergamini: - o déficit público deixou de ser um termômetro de orgia dos gastos públicos e passou a ser um instrumento de justificativa dos novos governantes. Os novos arautos da moralidade pública atualmente no poder a tudo justificam, não mais que está previsto no orçamento, mas sim que está previsto no déficit. É uma imoralidade sem precedentes na história econômica do Brasil. 

PROJETO SEPULTADO

Como se vê o Brasil está realmente em fase de crescimento. Crescimento brutal, da DESPESA PÚBLICA. Quanto aquilo que pode sustentar a orgia, como é o caso das REFORMAS E PRIVATIZAÇÕES, até agora nada. E dificilmente acontecerá, pois até o (único) projeto apresentado, que promovia a internacionalização das empresas aéreas, já foi sepultado. Pode?   

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • EXPOAGAS 2016

    Estão abertas a partir desta sexta-feira, 1º de julho, as inscrições para a 35ª Convenção Gaúcha de Supermercados – Expoagas 2016, maior evento da área no Cone Sul, que ocorre entre os dias 23 e 25 de agosto no Centro de Eventos Fiergs, em Porto Alegre (RS). O encontro é promovido anualmente pela Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) com foco na qualificação e na realização de negócios entre varejistas e expositores.

    As inscrições poderão ser realizadas pelo site www.agas.com.br. Até o dia 17 de agosto não há taxa para fornecedores sócios da Agas, além de supermercadistas, representantes de padarias, farmácias, bares, restaurantes, lojas de conveniência, açougues, bazares, lojas de 1,99, petshops e hotéis. Os valores para demais participantes variam de R$ 50,00 a R$ 140,00.

  • CDL NA FEBRAVAR

    A CDL POA estará presente na Feira Brasileira do Varejo (Febravar), que será realizada de 6 a 8 de julho, no Centro de Eventos do BarraShoppingSul, na Capital.

    O estande da entidade contará com toda infraestrutura para receber os visitantes interessados em conhecer melhor alguma de suas soluções e produtos CDL POA para a gestão de todo o ciclo do negócio, tais como Prospecção Qualificada, Gerenciamento de Carteira, Empresarial Gold, SCPC NET Pessoa Física e Jurídica, CDL Cobrança e Crédito Garantido.

     

  • BR DISTRIBUIDORA

    O conselho de administração da Petrobras se reuniu ontem para tratar do plano de desinvestimento e o planejamento estratégico para os próximos cinco anos. Na ocasião os conselheiros trataram da venda da BR Distribuidora, sugerindo expandir o porcentual para até 50%, mas ainda manter o controle da empresa. Infelizmente, nada foi decidido sobre o tema.

FRASE DO DIA

Governos tendem a não resolver os problemas, apenas reorganizá-los.

Ronald Reagan