NOVO VISUAL COM DESEJO ARDENTE

NOVO VISUAL

As mudanças que estavam previstas para acontecer na Home Page do Ponto Crítico na data de aniversário, ocorrida no dia 11/10, aparecem hoje como os leitores/assinantes já podem comprovar.

REPAGINADO

Totalmente repaginado e revestido de uma roupagem mais moderna, como de resto propõe esta importante -Era da Internet- que estamos vivendo, a qual, de forma indiscutível passou a comandar os meios de comunicação, o Ponto Crítico só não muda no compromisso, qual seja o de defender os princípios básicos do liberalismo:

LIBERALISMO

DEFESA INCONDICIONAL:

  1. DA PROPRIEDADE PRIVADA;
  2. DA LIBERDADE ECONÔMICA (livre mercado)
  3. DA MÍNIMA PARTICIPAÇÃO DO ESTADO NA ECONOMIA (governo limitado); e,
  4. DA IGUALDADE PERANTE A LEI (estado de direito).

EXERCÍCIO DA LIBERDADE

Como liberal, portanto, contrapondo tudo que o governo do PT impõe, faço questão de frisar com toda convicção que o Estado foi criado para servir ao indivíduo, e não o contrário. Desta forma reputo o exercício da liberdade individual como condição insubstituível para alcançar níveis ótimos de progresso.

LIBERDADE /RESPONSABILIDADE

Aliás, segundo o saudoso Roberto Campos, cujo falecimento completa o mesmo número de anos de existência do Ponto Crítico e serviu de mote para sua criação, os liberais crêem na responsabilidade individual, ou seja, não pode haver liberdade sem responsabilidade.

NEM FLORES NEM CORES

O liberalismo, já insistia Ludwig von Mises: - Não tem flores nem cores, não tem música nem ídolos, não tem símbolos e nem slogans. Tem, simplesmente, a substância e os argumentos. Ambos é o que devem levá-lo ao triunfo.

DESEJO ARDENTE

Portanto, para fechar esta SEMANA DE ANIVERSÁRIO, a qual dá início a um Ponto Crítico com as novidades apresentadas, manifesto, através deste editorial, o meu grande desejo: que no próximo domingo, 26/10, o nosso pobre Brasil, com Aécio Neves -45- eleito presidente, consiga se livrar das correntes bolivarianas que aprisionam o país desde 2002. Amém!

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • ABSTENÇÃO AINDA MAIOR
    O Brasil poderá ter um nível de abstenção recorde no segundo turno das eleições. O percentual de eleitores que não comparecem à votação (ainda dizem que o voto é obrigatório...) cresceu em todas as eleições presidenciais com dois turnos desde 1989.

    No primeiro turno a abstenção foi de 19,39% do total, o segundo maior índice desde a redemocratização. (Valor)
  • DOSE DUPLA
    Enquanto a sociedade brasileira fica pasma com os incontáveis casos de roubos e falcatruas que afetam brutalmente a sofrida Petrobrás, o governo Dilma Neocomunista Rousseff ainda vai mais adiante: aplica doses cavalares de incompetência na administração da estatal.

    Aliás, não é por menos que a Moody`s rebaixou a nota da Petrobrás. O que sugere que dentro de algum tempo ela perderá, certamente, o Grau de Investimento (Investment Grade). Pode?
  • SIAL - TENDÊNCIAS
    A tendência, no setor de alimentação, é a crescente evolução do fenômeno atual - DO-IT YOURSELF, ou seja, cada um será criador, produtor e consumidor de sua propria alimentação.

    Um exemplo disto éo Kit Cerveja para fazer sua própria cerveja em casa. Contém cereais, lúpulo e leveduras, termômetro, recipiente para fermentação de cristal, um limpador e um mexedor. O kit é reutilizável.

    Entre as novidades aí vão três:

  • VINAGRE EM ESCAMAS
    Vinagre 100% natural em estado sólido. Muito fácil de dosificar. Apresentado em vários sabores: com tomate, balsâmico branco com aroma natural de trufas, balsâmico branco com mel e de framboesa.
  • NICE FRUIT
    Fruta congelada que conserva todas as propriedades da fruta fresca. Processo de fabricação que permite conservar a textura, as vitaminas e o sabor. Validade 3 anos.
  • YOLIGUR
    Iogurte desnatado com fruta e azeite de oliva. Elaborado com com azeite de oliva substituindo as gorduras animais para obter um iogurte cremoso e mais saudável.

FRASE DO DIA

A vantagem do capitalismo é que, por ter exemplos de sucesso, admite fracassos e tem mecanismos de correção. Para os socialistas, ao contrário, o fracasso é apenas um sucesso mal explicado.

Roberto Campos