Frase do dia

  LER SEM REFLETIR É COMER SEM DIGERIR  

-

Artigos


04 jul 2022

ESPECIALISTAS EM NARRATIVAS


REDUÇÃO DO ICMS

Dias atrás escrevi um editorial destacando o lado extremamente patético do economista Sérgio Gobetti (que se considera -por incrível que pareça- um especialista em contas públicas), ao AFIRMAR que a proposta do governo, de CORTAR alíquota do ICMS PARA 17% sobre itens ESSENCIAIS -como -combustíveis, energia e comunicações- é uma PROPOSTA POPULISTA. Mais: o -especialista- também apoiou a lamentável afirmação feita pelo presidente do COMSEFAZ, Décio Padilha, de que a REDUÇÃO do ICMS não baixaria os preços dos combustíveis.


ESPECIALISTAS EM DIZER BESTEIRAS

Pois, por tudo que o Brasil todo está assistindo, e conferindo, tudo que disseram os DOIS NEGACIONISTAS é uma prova de que ambos são ESPECIALISTAS na arte de dizer grandes BESTEIRAS. Isto já seria o bastante para que esses tipos nunca mais fossem ouvidos e perguntados, pois a realidade, tanto prevista quanto constatada, assegura tudo aquilo que todos esperavam.


POPULISTA

Em primeiro lugar, se a PROPOSTA viesse a merecer o rótulo de POPULISTA, certamente que não obteria tamanha aprovação na Câmara e no Senado. E segundo lugar, se for levado em conta as dificuldades que o governo Bolsonaro enfrenta, constantemente, para aprovar suas propostas, quem deveria ser rotulado de POPULISTA seria apenas e tão somente o PODER LEGISLATIVO.


ROUBO

Por oportuno volto a afirmar o que já disse várias vezes: PRODUTOS E SERVIÇOS -ESSENCIAIS-, por si só nem deveriam ser TRIBUTADOS. Quando muito, mesmo sendo CRIMINOSAS, as alíquotas jamais deveriam ser de DOIS DÍGITOS. Exatamente por isso é que não consigo festejar que PRODUTOS E SERVIÇOS -INDISPENSÁVEIS- para todos sejam tributados em 17% ou 18%. No meu entender e de todos que têm um pingo de decência isto é um ROUBO.


TETO E NÃO PISO

Vou mais adiante: a LEI diz, claramente, que a alíquota de 17% ou 18% é o TETO e não o PISO. Isto significa que nada impede que governantes decentes e realmente preocupados com o POVO venham a reduzir as alíquotas do ICMS para um DÍGITO. Isto, infelizmente, só poderá acontecer com uma verdadeira REFORMA FISCAL, que definiria o tamanho do Estado.



Leia mais

Patrocínio:

01 jul 2022

UM DOCUMENTÁRIO IMPERDÍVEL


SÉTIMA ARTE

Mais do que sabido, o cinema -considerado como SÉTIMA ARTE- é algo -sui generis-. Além de oferecer a oportunidade de representar a realidade, como a pintura e a escultura, os filmes contam também com o importante -MOVIMENTO. Esta fantástica soma é que leva um enorme contingente de pessoas e/ou admiradores a se interessar pelos filmes, pelos atores e pelos enredos, que podem ser utilizados tanto para comédias quanto para dramas, de acordo com a necessidade do novelista/escritor.


CUBA E O CAMERAMAN

Partindo deste real e fantástico interesse que o público em geral tem pelo cinema, quando chega o final de semana muita gente quer -dicas- de filmes que merecem ser vistos, principalmente, pela família toda. Pois, como estamos em franco período de campanha eleitoral, cujo pleito, pelos programas que cada candidato defende deverá definir o destino do Brasil, aí vai a minha sugestão: NÃO DEIXEM DE ASSISTIR, na Netflix, o filme -CUBA E O CAMERAMAN - um excelente documentário americano de 2017, escrito, dirigido e coproduzido por Jon Alpert. Esta esclarecedora película -original da Netflix- foi exibida pela primeira vez no 74º Festival Internacional de Cinema de Veneza.


DOCUMENTÁRIO

Com o propósito de aumentar fortemente a curiosidade e o interesse em assistir -CUBA E O CAMERAMAN- vale informar que por ser um DOCUMENTÁRIO, tudo que é mostrado é REAL, ou seja, através de um olhar atento, o fotógrafo Jon Alpert, portando uma câmera portátil, acompanhou, ao longo de TRÊS DÉCADAS, o líder revolucionário de Cuba, Fidel Castro, e mais TRÊS FAMÍLIAS que foram afetadas pela sua política comunista cruel. 


MATRIZ ECONÔMICA BOLIVARIANA

Como o ex-presidiário Lula é um forte candidato, como apontam as pesquisas, e o seu programa de governo, como vem sendo amplamente divulgado, defende a mesma MATRIZ ECONÔMICA E SOCIAL BOLIVARIANA que vigora na Ilha de Cuba (benchmarking), na Venezuela, na Argentina, no Chile, na Bolívia, etc., isto significa, com todas as letras, que o Brasil, se o eleitor piscar o olho, vai trilhar para o mesmo caminho. Atenção: -Este PROGRAMA DE GOVERNO- está escrito, e à disposição, na -Cartilha do Foro de São Paulo-! 


IMPERDÍVEL E NECESSÁRIO

Portanto, antes que seja tarde juntem suas famílias e assistam o filme CUBA E O CAMERAMAN. Façam um bom, intenso e correto uso da SÉTIMA ARTE e vejam, com olhos e mentes bem abertas, o que informa o DOCUMENTÁRIO. Imperdível e necessário! Bom final de semana!



Leia mais

30 jun 2022

O CUSTO -CRUEL- DO DESENVOLVIMENTISMO


ÚLTIMOS 40 ANOS - 1980 A 2020 -

Em texto recente, o consultor de empresas Stephen Kanitz fez um importante comentário a respeito do estudo produzido pelo economista Claudio González, o qual chama a atenção de que nesses últimos 40 anos, o Brasil cresceu somente 0,7% per capita por ano.


DECISÕES EQUIVOCADAS

Segundo Kanitz, com total razão, o referido estudo mostra o tamanho do fracasso que foi colhido por conta de DECISÕES EQUIVOCADAS pelos nossos governantes -socialistas-, ao longo do período analisado (1980 a 2020), os quais sempre prometeram (sem jamais cumprir) COMBATER A POBREZA. Ou seja, fomos enganados pela estatística de crescimento do PIB sem levar em conta o crescimento da população. Vejam que enquanto o PIB cresceu, em média, 3,5% ao ano nesse período, a população brasileira cresceu 75% (de 120 para 210 milhões de pessoas).


UMA VERGONHA!

Kanitz adverte mais uma vez no seu oportuno artigo, que o crescimento do país se deu porque tínhamos mais pessoas trabalhando, não por causa de “políticas econômicas” bem-sucedidas. Colocado de outra forma, como insiste o consultor, a nossa produtividade per capita cresceu somente 0,7% ao ano por nada menos que 40 anos. Uma vergonha! Tivemos 40 anos de “políticas econômicas desenvolvimentistas”, que OBVIAMENTE FRACASSARAM!


DESENVOLVIMENTISMO CRUEL

Nossos mais famosos -DESENVOLVIMENTISTAS- como Celso Furtado, José Serra, Bresser Pereira, Nelson Barbosa, Luiz Gonzaga Belluzzo, Maria da Conceição Tavares, Luciano Coutinho, todos discípulos de Gunnar Myrdal e Raúl Prebisch, provavelmente eram idealistas e bem-intencionados. O FATO é que esse DESENVOLVIMENTISMO -CRUEL- nos CUSTOU TRILHÕES EM SUBSÍDIOS, CRIAÇÃO DE ESTATAIS, INVESTIMENTOS DO ESTADO, EMPRÉSTIMOS DO BNDES (QUE NUNCA FORAM PAGOS) E UNIVERSIDADE PARA TODOS, com suas inadimplências. Para completar, Kanitz diz: - Não consigo entender como tantos jornalistas, professores, ricos, pobres e classe média querem eleger, mais uma vez, um governo “desenvolvimentista”, nos condenando a mais 40 anos do mesmo.


ENFRENTAMENTO DO FRACASSO

Como se percebe, a olhos vistos e mentes abertas, o atual governo resolveu enfrentar o fracassado -DESENVOLVIMENTISMO-, propondo, a partir do início de 2019, medidas voltadas para DIMINUIR O TAMANHO DO ESTADO e, da mesma forma,  AUMENTAR A PRODUTIVIDADE DOS BRASILEIROS. Como o entulho produzido pelo DESENVOLVIMENTISMO ao longo dos 40 anos é imenso e de difícil remoção, mais do que nunca é preciso apoiar e defender as iniciativas que vêm sendo perseguidas pela valorosa equipe econômica do governo. 


ESPAÇO PENSAR +

No ESPAÇO PENSAR + de hoje: O POVO VOTA COM A BARRIGA, por Alex Pipkin. Confira aqui: https://www.pontocritico.com/espaco-pensar



Leia mais

29 jun 2022

ILUSÃO DA VERDADE


ILUSÃO DA VERDADE

Por mais revoltante que seja, o fato é que a máxima de que "basta repetir uma mentira para que ela se torne verdade", técnica largamente utilizada pelo nazista Joseph Goebbels, funciona e muito. Esta consagrada máxima, como bem define a psicologia, se traduz pelo efeito da ILUSÃO DA VERDADE. Mais: exaustivos estudos sobre os efeitos desta técnica -infalível-, as pessoas em geral tendem a aceitar como VERDADES as afirmações que elas já ouviram antes, mesmo que sejam FALSAS. 


PELA MESMA LÓGICA...

Ora, se a máxima da REPETIÇÃO DE UMA MENTIRA QUALQUER produz o efeito desejado pelos anunciantes mentirosos, isto significa, pela mesma lógica de raciocínio, que a REPETIÇÃO DE UMA OU MAIS VERDADES produz efeito idêntico. Ou seja, faz soar como algo familiar do tipo que as pessoas já ouviram antes.


FALSOS BENEFÍCIOS

Assim, sob o aspecto econômico -mundial- uma grande -MENTIRA- que vem sendo repetida à exaustão diz respeito aos FALSOS BENEFÍCIOS que o mundo, notadamente os países europeus, obtém através dos mais diversos BANIMENTOS IMPOSTOS À RÚSSIA. Ora, quanto mais sanções impostas à Rússia mais os países dependentes -diretos- e -sem outra alternativa de substituição-, de certos produtos e serviços, vão sofrer. Em alguns casos, o drama já se mostra maior e mais complicado nos países que dependem por exemplo, de produtos derivados de petróleo e/ou demais commodities exploradas na região dominada pela Rússia.


OURO

A propósito, para Leonardo Trevisan, professor de economia e relações internacionais na ESPM, a proposta que defende o presidente americano, Joe Biden, de banir a Rússia do comércio internacional de ouro é um legítimo TIRO NO PÉ. Ora, como o ouro é “reserva de valor” e, a Rússia é um player importante nesse ramo (negocia algo em torno de US$ 15 bilhões/ano e é o terceiro maior produtor de ouro do mundo) em momento de CICLO RECESSIVO não faltarão compradores para esse metal. Isto, portanto, resultará numa alta de preço do ouro, da mesma forma como já aconteceu com o petróleo. Ou seja, a Rússia acumulará ainda mais reservas em moeda forte com a venda desse ‘commodity’. 

Aliás, o Instituto de Finanças Internacionais de Berlim avaliou que entre fevereiro e maio a Rússia acumulou US$110 bilhões com a alta do preço do petróleo. Trevisan ressalta que não faltaram compradores, pois só a Índia aumentou em 700 mil barris diários a compra do óleo russo. Mais: a China acumulou mais de um milhão de barris em pouco menos de um dia. Muitas potências médias asiáticas seguiram o mesmo caminho.



Leia mais


Espaço Pensar +





GILBERTO SIMÕES PIRES

Formado em Administração, o comunicador de PENSAMENTO LIBERAL, nome de grande credibilidade na comunidade gaúcha, com ideias próprias e firmes, é defensor da economia de mercado e do fim de qualquer subsídio por parte do governo.

 

Gilberto Simões Pires iniciou sua carreira na área de comunicação em 1986, no Rádio. A seguir atuou como comentarista econômico na TVE (Mercado em Ação); na TV Guaíba (Câmera 2); no Grupo RBS (Rádio Gaúcha, RBS TV e Jornal Zero Hora); na TV Pampa (Pampa Boa Noite).
Após, na Rede Bandeirantes Porto Alegre, ancorou os programas -PRIMEIRO PLANO- na Band AM, e CONTROLE REMOTO na Band TV.
Por oito anos ancorou Programa -PONTOCRITICO.COM- no canal 20 da NET e, desde 2009, escreve diariamente a E-OPINION LIBERAL - PONTOCRITICO.COM- .


Em ambientes associativos é membro efetivo do Clube de Editores e Jornalistas de Opinião e coordenador da Sociedade Pensar+.

 

EQUIPE EDITORIAL

 

Editor: Gilberto Simões Pires
Assinaturas: Lúcia Pedroso
Para Anunciar: Cristina Sacks

Sites Interessantes