Artigos

05 out 2004

O GRANDE NÚMERO DE DESINTERESSADOS


ABSTENÇÕES

Enquanto os candidatos, aqueles classificados para o segundo turno com o objetivo de ocupar a Prefeitura de Porto Alegre, buscam apoio nos partidos que ficaram de fora, esquecem o número de abstenções. É gente demais. Foram 13,63% ou 137 mil eleitores que não compareceram por vários motivos, onde a idade é uma delas para deixar de ser obrigatório o comparecimento às urnas. Vejam, a soma dos votos obtidos por Mendes Ribeiro (PMDB), Jair Soares (PP), Berto Albuquerque (PSB), Vera Guasso (PSTU) e Guilherme Giordano (PCO) é inferior ao número de eleitores que deixaram de votar.

DESINTERESSADOS

Creio que são pessoas que até podem ser seduzidas, dependendo das propostas que os candidatos façam para quem se mostra muito desinteressados. Por óbvio, algo não está mexendo com seus sentimentos de serem chamados a votar. Vale uma indagação e uma busca por tal volume de votos que, como das eleições anteriores, poderia ter decidido um outro ganhador.

SEM OBEDIÊNCIA

Mesmo que os partidos e coligações classificados venham a trocar entendimentos para ganhar o máximo de apoio dos demais partidos, o eleitor não vai posar de obediente e fazer o que os políticos querem. A esta altura todos já tem uma segunda opção mais identificada e querem distância do inimigo. Embora a maioria dos eleitores não tenha grande capacidade de discernimento, pelo menos já deve saber quem mente menos. O grande obstáculo que pode prejudicar no segundo turno é o feriadão de finados. Vai pesar na decisão, pois deverá ser interrompido caso os eleitores entendam que votar é melhor do que aproveitar a praia. É concorrente forte.

MICROSOFT x LINUX

A guerra entre a Microsoft e o Linux vai longe. Embora o software Windows esteja dentro da preferência da maioria dos computadores, o preço do Linux está incomodando bastante à Microsoft. Em alguns países onde a pirataria é muito avançada, a estratégia usada pela Microsoft será a de preços extremamente baixos para tentar recuperar mercado. E isto vai influenciar aqueles que ao comprarem o Linux teriam razões para voltar ao Windows. Segundo informações, o Linux cresce num ritmo muito acelerado. Dados recentes indicam que ele já é um sistema operacional muito utilizado, embora a grande carência de profissionais qualificados no mercado. Isto explica tantos cursos atualmente. Viva a concorrência.

DIA DA PEQUENA EMPRESA

Está sendo lançado hoje, aproveitando por ser o Dia da Pequena Empresa, na sede do Sebrae/RS, o Programa Bônus Certificação. Desenvolvido pelo INMETRO, em parceria com o SEBRAE, visa tornar os produtos das micro e pequenas empresas mais competitivos. As certificações são uma garantia de que o produto da pequena empresa possui competitividade por ter sido desenvolvido dentro de um sistema de qualidade e segurança. Para isso, as empresas são acompanhadas e analisadas em um processo chamado "avaliação de conformidade", assegurando que um produto, processo ou serviço atende a determinados regulamentos. As certificações ISO, por exemplo, são reconhecidas internacionalmente. Os sistemas com esta certificação se tornam mais competitivos. Parabéns.

SIM, E DAÍ?

O desabafo consciente do ministro Humberto Gomes de Barros, que integra o grupo dos mais antigos membros do STJ, é fantástico e ataca a própria corporação. Aponta o desequilíbrio entre os Poderes como resultado de um processo de distorção progressiva. Avalia que só o Poder Executivo é completo, hoje. O Legislativo e o Judiciário estão se transformando em meios Poderes, o que estaria colocando em risco o Estado de Direito. Observando que "as ações protelatórias do Poder Executivo são as maiores responsáveis pela morosidade da Justiça brasileira", o ministro considera a greve de três meses, ocorrida recentemente em São Paulo, como símbolo da falência do Poder Judiciário. E reconhece: "a gente começa a perceber que as coisas são tão lentas, que 90 dias de paralisação não alteraram praticamente nada, porque há processo esperando quatro anos por uma distribuição. Realmente, a Justiça está falida. Não tenho dúvida". OK. Isto já sabemos, ministro. O que será feito?

LOJA SACCARO

A Saccaro Móveis, fabricante gaúcha de móveis para as áreas interna e externa, inaugura sua 16a loja exclusiva no país. A indústria está inaugurando sua segunda loja na capital paulista, tendo com objetivo aumentar sua participação no maior mercado da decoração de alto padrão do país. A expectativa é que a abertura da nova loja em São Paulo, que teve um investimento de cerca de R$ 1 milhão, represente um aumento de 10% no faturamento da marca já em 2005. A empresa dispõe de outras 40 unidades entre lojas próprias, franqueadas e store-in-store no Brasil, e o novo ponto de venda está localizado na badalada Alameda Gabriel Monteiro da Silva, com abertura prevista para o dia 06 de outubro. Sucesso, João Saccaro!

PANVEL

A Panvel está ampliando o mix de produtos da marca própria e lança a linha Panvel SPA em três versões: para Seduzir, Energizar e Relaxar. Formulada especialmente com óleos essenciais é composta por Sabonete Líquido, Body Splash/Deo Colônia, Loção Hidratante e mais um produto ( óleo para massagem,esfoliante corporal e spary aromático) que varia de acordo com o apelo de cada situação. A nova linha será apresentada, nesta 5a. feira, às 18h30, em coquetel no Hotel Sheraton em Porto Alegre.

Leia mais

04 out 2004

ELEIÇÃO NÃO SIGNIFICA DEMOCRACIA


FALTA CONHECIMENTO

Ou o povo não tem o mínimo conhecimento daquilo que representa uma democracia, ou está satisfeito com o que está praticando. O que é lamentável sob todos os aspectos. Senão, vejamos: Só pelo fato de que o presidente Collor seria mesmo destituído de seu cargo, caso não tivesse renunciado a tempo, não significa que o povo faz as coisas certas. Manipulado, ignorante, despreparado, serve muito mais de massa de manobra, pois nunca faz o que pensa que deveria fazer. Mas bate forte no peito se dizendo capaz de derrubar políticos que não correspondam às suas necessidades e interesses. A prova aí está com o péssimo comportamento dos senadores e deputados que há muito tempo não aparecem por Brasília. Espertos, nem para receber seus salários precisam viajar até lá. O povo até reclama, mas não faz outra coisa senão reclamar. Muito menos tira alguém do cargo. Isto é democracia?

OS AUSENTES DO BAIRRO

Agora, com a eleição de vereadores e prefeitos, o povo procede da mesma maneira. O eleitor vota em quem jamais passou um dia no seu bairro. O eleito não volta lá para discutir e entender qual a vocação daquele espaço municipal, quais os equipamentos mais importantes para os seus moradores e trabalhadores, os tipos de empresas, as áreas de lazer, etc. Nada disso é discutido ou atendido. Nunca organizam as idéias e os projetos que mais interessam aos freqüentadores do bairro.

VOTO DISTRITAL OU DE BAIRRO

Um plano diretor específico, votado exclusivamente pelos freqüentadores identificados com o lugar é o que deveria contemplar os interesses de cada bairro, e não da cidade como um todo. Coisas assim é que definem uma democracia representativa. Antes de discutir uma cidade-bairro como administração pelo executivo, é preciso haver uma cidade-bairro do legislativo. Mal preparado, o povo não sabe disso nem se organiza para tanto. Assim, não pune e não tem poder para punir o vereador que foi eleito. E pensa que vive numa democracia.

DEMOCRACIA EM CUBA

Como se vê, eleição, decididamente, não é sinônimo de democracia. Até porque em Cuba há eleições e nem por isso há democracia. Longe, mas bem longe disso. O governo cubano criou um sistema ridículo para que o povo nunca deixe de admitir que é uma democracia. Um sistema onde há uma lista dos representantes (?) que fazem parte partido único. Todos são obrigados a votar, mas de forma não secreta. Ou seja, alguém tem coragem de votar contra a lista? Pois é, assim é a escolha feita pelos eleitores cubanos. A nossa não é por lista, mas depois que a lista é preenchida pelos votos, nada muda. Aí tudo passa a ser a vontade exclusiva dos eleitos. Pode?

OBSTÁCULO SÉRIO

Embriagados pelas notícias e expectativa de um crescimento em torno de 4% para este ano, parece que ninguém quer saber ou admitir que algum obstáculo possa atrapalhar a trajetória necessária para o Brasil começar a sair do buraco. Pois ele aí está, queiram ou não queiram: o alto preço do petróleo. O que ainda pode salvar a nossa pele é o fato de ele existir em quantidade suficiente na natureza. A falta hoje é por vontade dos terroristas que impedem a sua retirada do subsolo, mas não pela inexistência da riqueza. Só que o preço praticado já deixou de ser especulação, o que é suficiente grave e perfeito para promover um desaquecimento no desenvolvimento esperado para o mundo.

O CASO IPIRANGA - 1

Uma das hipóteses que levantei para o destino da Refinaria Ipiranga de Petróleo está definida, pelo que confirma a ministra Dilma Rousseff. A idéia de transformar a empresa numa prestadora de serviço à Petrobrás está praticamente fechada. Ou seja, a Ipiranga passa a ser dependente e prestadora de serviço para a Petrobrás. Isto é garantir a concorrência? Isto é estimular a criação de novas refinarias? Sai dessa.

O CASO IPIRANGA - 2

O interessante é que a ministra informa que a Ipiranga é uma refinaria pequena. É Lógico que só pode ser pequena. Primeiro porque foi, por lei, impedida de crescer tão logo foi criada a Petrobrás. Agora, mais recentemente, com a abertura do mercado e a quebra do monopólio, também foi impedida pelo dumping que a Petrobrás começou a praticar. É bom ficar de olho nas ações da empresa, pois o que está sustentando hoje a Ipiranga é o setor petroquímico.

JANTE MODA

Acontece amanhã,5 de outubro, a partir das 20h, no Salão de Convenções da Fiergs, a primeira edição do evento - Jante Moda -, com a presença de mais de 200 industriais, estilistas, designers e outros profissionais do setor. O encontro, que será realizado a cada dois meses, é promovido pelo Centro de Desenvolvimento RS Moda, integrante do Sistema Fiergs.

Leia mais

01 out 2004

OUTUBRO - MÊS DE ANIVERSÁRIO


ANO IV

No próximo dia 11 de outubro, o PONTOCRITICO.COM estará entrando para o seu Ano IV. Ao longo dos três anos de existência, foram colocados na Home Page, e enviados aos mais de 40 mil assinantes, mais de 700 artigos, escritos diariamente, de 2ª a 6ª feira. Como tudo, o início é sempre difícil, mas a expectativa já compensava com a certeza de que o caminho era este mesmo. A escolha pela Internet, somada ao programa de TV, já mais antigo, mostra que foi um grande acerto como atestam os fantásticos números alcançados. Note-se que tal crescimento se deu por exclusiva vontade e interesse dos assinantes, os quais vem pedindo mais e mais cadastramento dia a dia. Com o progresso verificado da tecnologia da informação e o conseqüente aumento dos usuários da Internet, estou convencido de que não há limites para o crescimento. Até porque os milhares de leitores atuais já se espalham por todos os cantos do mundo.

MÍDIA DE ALTO NÍVEL

Desta forma, como veículo de comunicação que já atingiu grande circulação, o PONTOCRITICO.COM, também deixou de ser considerado como mídia alternativa. Passou a ser visto, considerado e utilizado, pelo seu alto nível de importância, na divulgação de produtos, serviços e outras atividades, as mais diversas possíveis. Todos, certamente, dentro dos padrões e do nível das propostas liberais que representam os princípios sérios das opiniões sobre os assuntos escolhidos. Por este reconhecimento, sou grato aos anunciantes e apoiadores.

HOMENAGEM

O nascimento do PONTOCRITICO.COM se deu dois dias após o falecimento do ex-ministro Roberto Campos, ocorrido em 09 de outubro de 2001. Com humildade e sem a pretensão de ser o que o mestre foi, dou a minha cota no prosseguimento na sua brava luta de esclarecer sobre as claras vantagens do capitalismo, do liberalismo. Por isso não deixo de prestar a minha homenagem sempre justa, correta e necessária que faço todos os anos a Roberto Campos.

GRATIDÃO

E aproveito a data deste aniversário para demonstrar a gratidão aos fiéis colaboradores do PONTOCRITICO.COM (Lúcia, Cristina e Pedro Trautmann), aqueles que fazem com que as minhas opiniões, críticas e banners sejam rapidamente disponibilizadas na Home Page e enviadas por e-mail a todos com o máximo de qualidade. Junto com eles estão também todos aqueles que acreditam no veículo, como é o caso de quem se manifesta, vibra ou detesta o que lê todos os dias. Afinal, cada um tem a liberdade de gostar, concordar, discordar ou detestar. E de ler. Obrigado

PERFIL DO UNIVERSITÁRIO

O Brasil ainda apresenta um perfil de estudantes bem mais interessados na escolha do Direito como formação profissional. As razoes são simples: fazer concurso público para carreiras mais bem remuneradas. Esta cultura é repassada pelos próprios professores que só formam empregados, não empreendedores. E aí, ser funcionário público representava mais segurança. Assim, a participação do Direito chega a 12,3%, seguido de Psicologia com 11,9%, Medicina com 7,1%, Engenharia com 6,2 % , Administração com 6% e Economia com 2%.

COMPARAÇÃO COM EUA

Vamos agora ver como isto ocorre nos EUA: Administração tem a grande preferência, com 18%, seguido de Psicologia com 12%, Enfermagem com 9,6%, Engenharia com 8,5%, Medicina com 2,6% e Economia com 1,7%. Falta, como se vê, o devido senso de administração aos brasileiros. Agora, tudo indica que as coisas deverão mudar. Com as reformas, principalmente a da previdência, onde as vantagens absurdas ainda existem, mas já começam a ficar menos vantajosas para os funcionários públicos, o desinteresse pelo serviço público deve aumentar. Aí, a Administração pode vir a ser a maior preferência nacional. Assim, se estima que em 2010 o Brasil tenha outro desenho na formação profissional, quando a Administração deve chegar a 25% dos formandos.

NOVA ESCOLHA?

Como o Administrador Moderno é aquele que concilia conflitos entre trabalhadores, acionistas, clientes, fornecedores, ecologistas e governos, ao Administrador, como político, cabe como nunca esta lógica e este raciocínio. Portanto, caso se confirme a nova escolha, o Direito, em termos relativos, deve cair para 7,5 % a partir de então. Esta nova percepção e nova consciência podem levar o povo a passar a eleger administradores para presidente, governadores e prefeitos. Que, por sua vez, devem nomear administradores para os ministérios e secretarias. Tomara. Afinal, a palavra ministério vem de administrar. Aliás, convenhamos, e principalmente em véspera de eleições, os nossos políticos nunca foram administradores.

ELEIÇÕES

Em véspera de eleição é sempre oportuno informar que o eleitor brasileiro continua tendo dever e não o direito de votar. Uma diferença que representa muito bem o grau inexistente da liberdade. O interessante é que muita gente dá palpite de que o Brasil não atingiu a maturidade para haver só o direito de votar. Ridículo, não? Se não tem só o direito, mostra que não deveria ter título. Ao conceder o título deve se pressupor que as pessoas detentoras não são imbecis. Exigindo que se apresentem para votar é dizer que o povo é menos inteligente do que os pregadores desta besteira. Sai dessa.

Leia mais

30 set 2004

UMA PRAIA VAZIA, UMA CÂMERA E UM ENREDO...


UMA PEÇA TEATRAL

Todo o mundo tem consciência de que as praias do Rio de Janeiro são alvos de arrastões. É por isso que os turistas e os próprios cariocas já têm muito cuidado quando resolvem freqüentar a orla. Portanto, o ataque da gang que atingiu turistas nesta semana até não poderia ser entendido como algo tão surpreendente. Mas, continuo desconfiado deste arrastão. Vejam bem: no exato momento em que as pessoas foram atingidas, lá estava uma câmera da Rede Globo. Montada e esperando pelo arrastão. Incrível, não?

COM HORA MARCADA

Mais incrível ainda é que a praia do Leblon estava vazia, como mostram claramente as cenas mostradas em todos os jornais da emissora. Qual a explicação para que a câmara lá estivesse, apesar do pouco movimento de pessoas na areia? Ora, isto passa uma idéia clara de que tudo foi bem combinado para que a peça teatral fosse gravada e assistida antes do pleito eleitoral. Virou uma peça com início, meio e fim. Só faltou o famoso grito de ?corta? tão logo a cena foi encerrada. Foi, na minha ótica, um programa acertado com hora marcada. Alguém duvida?

ÀS FAVAS

De que adianta a Justiça decidir que uma greve é ilegal se os grevistas não cumprem a determinação e fica tudo por isso mesmo? Pois é, aqui é assim. Se a decisão não convém aos grevistas é só não cumprir e pronto. São situações assim que promovem o descrédito das Instituições e aumentam ainda mais o caos. O caso da grave do bancários é um exemplo desses descalabros, mas os grevistas, nem aí, mandaram a Justiça às favas. Tenho muita pena dos ignorantes que ainda são convencidos de que é bom ter conta corrente no Banco do Brasil e da Caixa Federal. Estes bobos , depois que abrem suas contas, só recebem este maravilhoso tratamento. Maravilha.

OS FORA DA LEI

Como a ilegalidade e a informalidade já representam uma parcela maior das atividades no país, por número de pessoas envolvidas, o governo já entende que é melhor fazer leis que se adaptem a esta realidade ao invés de combater o crime. É a prova que faltava para mostrar o grande remorso do governo pela criação de tantos impostos e elevadas alíquotas. Agora, convencido de que algo precisa ser feito para que os ilegais se tornem formais, o governo está lançando um pacote para microempresas, cujo faturamento é de até R$ 36 mil/ano. Apesar das vantagens muita gente ainda vai preferir ficar informal, ou seja, ilegal.

ESTRÉIA DE LUXO

Mais uma empresa que optou pelo Novo Mercado da Bovespa estreou ontem com suas ações no pregão. Desta vez foi a CPFL Energia, cujo valor de entrada se deu a R$ 17,22/ação. Um sucesso tanto aqui quanto no exterior, onde a procura foi bem maior do que a oferta e fez com que houvesse um rateio de 60% no atendimento das solicitações. Só para entender: para entrar no Novo Mercado é preciso estar melhor do que a lei exige. Só satisfazer as normas da CVM não basta. É preciso ter governança corporativa e outras coisas mais que o investidor prefere e elege.

INTERVENÇÃO

Nunca deixei de admitir que este governo ainda vai cabrestar as empresas e o povo. Está no sangue, no DNA, cultura ideológica do partido de que tudo deve ser decidido pelo Estado. A cada dia, quase que de forma indolor e pouco percebida, a liberdade vai sendo reduzida gradualmente. É gramscismo puro, gente. Portanto, não se surpreendam. Vejam a última: O ministro do Trabalho e Emprego, Ricardo Berzoini, declarou, ontem, que o governo "poderá propor medidas para restringir as horas extras", caso perceba uma tendência generalizada da indústria de, ao invés de contratar, adotar horas extras. Quem decide é o governo e tá acabado. Viva!

CONCORRÊNCIA ACIRRADA

Tudo pronto para que as Contas Investimento passem a existir e serem operadas. A partir de amanhã, 01 de outubro, os investidores contarão com a possibilidade de fazerem seus investimentos dentro destas contas, sem o pagamento da maldita CPMF. A concorrência entre bancos e administradores de fundos vai ser acirrada daqui para frente, pois sem o custo do imposto nada mais vai inibir as transferências de dinheiro de uma para outra instituição. Se por um lado é bom, pr outro mostra que este país não toma jeito mesmo. Ao invés de acabar com o monstro, o governo cria formas de mantê-lo como se fosse algo inteligente.

BANRISUL NA FRENTE

O Banrisul, por sua vez, estará operando, a partir desta sexta-feira, a nova Conta Investimento com uma grande vantagem para seus clientes: a isenção na cobrança de tarifas para a abertura e a manutenção da conta. Para os poupadores, o Banrisul criou a Poupança Conta Investimento, com rendimento mensal e datamúltipla. Nas agências do Banco, será distribuído aos clientes um material informativo com explicações sobre o funcionamento do novo produto. A movimentação da Conta Investimento poderá ser feita pela Agência Virtual (www.banrisul.com.br). O extrato estará disponível na Agência Virtual e nas salas de auto-atendimento. Será possível o cadastramento de senha específica para a obtenção do extrato da Conta Investimento nos caixas eletrônicos. Parabéns.

Leia mais

29 set 2004

QUANDO NEM A SANTA AJUDA...


CARÊNCIA

A pesquisa divulgada ontem, de que Lula obteve 41,3% de aprovação na condução da política econômica, não surpreende nem é uma novidade. Isto tem sido constantemente comentado e aplaudido por quase todos os analistas, onde também me incluo. É verdade que vivo sempre muito desconfiado de que em algum momento Lula pode voltar a ser petista e este sonho acabe repentinamente. Tomara que demore, para que possamos saborear um pouquinho mais. Já que vamos precisar sofrer, que haja, ao menos, uma carência.

OS CONTRÁRIOS

Por outro lado, o que impressiona de fato são os 37,6% dos pesquisados que declararam reprovar a política econômica adotada pelo governo Lula. Bem, na realidade tudo o que se admite é que estes são os petistas. Frustrados, ou melhor, que se dizem traídos pela mudança de comportamento do presidente. Com certeza, não é mesmo? Alguém duvida?

A MELHORA DA DOENÇA

Mais uma melhora verificada e apontada, desta feita pela agência Fitch, de classificação de risco, na pontuação do Brasil. Na escala mais utilizada pelas agências, a Papadopoulos, a nossa nota passou de B+ para BB-. Os investidores, com toda a razão festejaram, como mostrou o índice que mede a valorização da Bovespa. Mesmo assim ainda o termômetro avisa que ainda estamos e continuamos muito doentes. Ou seja, na UTI os pacientes também apresentam melhora e esperança, como é o nosso caso. Só para entender, estamos posicionados, com a nova avaliação, ainda no chamado pelotão de baixo. No bloco dos países mais arriscados.

AS GREVES E OS TRANSGÊNICOS

No campo das greves Lula conhece tudo e até dá as cartas. Mas, para dar uma de bom moço, pediu ao Sindicato dos Bancários para que a greve da categoria não prejudique a população. Gesto bonito, não? Pois é, mas não foi atendido, não é mesmo? Jogou, mais uma vez, para a torcida. Rei da Galhofa. Na questão dos transgênicos, a veia petista voltou a incomodar Lula depois de já ter tomado posição e torná-la pública. Teve uma recaída, ou uma volta ao normal.

SANTA MARIA, ROGAI POR ELES!

Atendendo o convite para fazer palestra na Semana Acadêmica que acontece até a próxima 6a feira na Universidade Federal de Santa Maria, estive ontem naquela cidade localizada no centro do RS. Confesso que fiquei impressionado com o que vi por lá. A primeira impressão, muito alegre e animadora, foi o tamanho do Campus da Universidade e a quantidade de alunos que ocupam as inúmeras salas de aula nas diversas faculdades. Segundo informações, chegam a 17 mil alunos. E a cada ano mais de 1000 recebem diploma e deixam o recinto.

OS ACOMODADOS

A segunda impressão, esta lamentável e triste, é que o povo santamariense, salvo raríssimas exceções, não é nada empreendedor. Por isso, simplesmente não há indústrias em Santa Maria, nem investidores interessados em investir por lá. Um fracasso inexplicável. Ou melhor, muito explicável: a maioria que lá vive e mora é funcionário público. Acomodados e sem disposição alguma para o risco, esperam o tempo passar. Pelo fato de serem servidores, já ganham o suficiente para satisfazer os comerciantes locais. A renda média, naturalmente, é maior do que a maioria dos municípios gaúchos. Isto explica o que significa a Metade Sul do RS.

OS LUTADORES

O curioso é que a Semana Acadêmica é destinada a incentivar o empreendedorismo entre os alunos para que façam suas experiências em outro lugar. Pesquisa? Nada! Projetos? Nem pensar! Olha, é duro ver coisas assim. Dá dó, gente. Os poucos professores que pensam sério sobre o assunto, e os alunos que vivem esperando que algo prospere, principalmente aqueles que se dedicam a fazer a Semana Acadêmica, estão precisando de um empurrão para que ajam com mais teimosia e ousadia. O fato de viverem rodeados de gente acomodada com suas funções públicas, que esperam pelas aposentadorias sem risco algum, acaba por desenvolver um vírus que promove esta doença complicada de ser tratada dentro do ambiente fortemente contaminado na chamada - metade sul do RS -. Este é o espírito que tomou conta de todos por lá há muito tempo e que vem condenando Santa Maria a um atraso perigoso. Chamem o síndico.

ASSESPRO-RS

No próximo dia 05 de outubro, no auditório da Assespro-RS, na TecnoPuc de Porto Alegre, o presidente da entidade, César Leite estará apresentando à comunidade de empresas do setor de Tecnologia da Informação a iniciativa da ASSESPRO-RS em firmar a parceria com o Mercantil do Brasil, buscando mais uma vez uma oportunidade de aumentar a capacitação tecnológica e comercial para as empresas do setor. A parceria implica em benefícios e diferenciais de custos, taxas, entre outros. Tal iniciativa é essencial para o crescimento das empresas de TI, que resultam na redução de custo, trazendo a oportunidade de desenvolver estratégias unificadas em projetos globais e fortalecer o segmento. A programação inicia às 18h:30m com a participação de César Leite e diretores do Mercantil do Brasil. Informações: (51) 3252.5180 ou pelo e-mail: eventos@assespro-rs.org.br.

Leia mais

28 set 2004

A COBRA JÁ ESTÁ FUMANDO


O AVISO FOI DADO

Tenho, reiteradamente, chamado a atenção para os constantes aumentos do preço do petróleo no mercado internacional. Igualmente venho dizendo que é necessário não deixar passar muito tempo sem fazer reajustes nos preços no mercado interno, coisa que qualquer sistema concorrencial já teria feito automaticamente. Como a intervenção governamental é enorme aqui no Brasil, estamos assistindo uma atitude passiva do governo, e da Petrobrás, diante da brutal escalada.

DUPLA BURRICE

Nenhum país do mundo , por mais desavisado que possa ter sido, deixou de reajustar, a cada aumento verificado nas cotações, os preços de seus combustíveis. É sempre preciso, a cada momento, ir acostumando e esclarecendo o consumidor sobre a realidade dos preços, para nunca correr riscos de precisar fazer um adiamento irresponsável. Adiar demais só serve para deixar os consumidores revoltados e sem entender a decisão. E esperar que os preços voltem ao patamar antigo é a cretinice de não saber promover uma baixa de preços quando o fenômeno ocorre. É por isto que os governos nunca tem credibilidade. Além de interventores, são incompetentes. Dupla burrice, para simplificar.

DESCULPA ESFARRAPADA

Como é sabido, não há um noticiário sequer que deixe de dizer e repetir várias vezes o valor da cotação do barril do petróleo. Isto já seria o suficiente para não admitir tanta postergação na decisão. Até aquela surrada e burra desculpa, de que sendo o Brasil quase auto-suficiente em petróleo não é preciso reajustar, não cola mais. Até porque se isto fosse válido para a commodity ? petróleo -, valeria para todas aquelas que o Brasil produz.

E SE FOSSE COM A SOJA?

Imaginem, por exemplo, tal procedimento com a soja, que é alimento, e que, portanto, trata da fome, coisa que comove o mundo e, principalmente, o nosso presidente Lula. Soja pode flutuar, petróleo não. E em matéria de auto-suficiência da soja e outros grãos nem vou comentar. O que é preciso entender definitivamente é que impedir a flutuação de preços é desestimular a produção. Além de diminuir competitividade das empresas que fazem investimentos. A prova está aí com as refinarias que deveriam concorrer com a Petrobrás e que, pela política adotada pelo governo, estão na iminência de fecharem suas portas.

MEIA SOLA

Agora, que a cotação de 50/ barril foi atingida, já está ficando muito difícil reajustar os preços nos níveis que a necessidade impõe. E, como sempre, quando não pode deixar de tomar alguma atitude, o governo vai acabar fazendo uma meia-sola. Ou seja, não vai resolver nem uma coisa nem outra.

AFASTANDO INVESTIDORES

Pois, são atitudes assim que ao invés de atrair investidores, pelo custo mais baixo dos combustíveis aqui no Brasil, vão afastando ainda mais por uma irresponsabilidade na administração temerária. Junto com a decisão, o risco país também vai acabar aumentando por falta da austeridade que o momento exige. Quando tudo parece ir bem, a cobra começa a fumar. Por vontade exclusiva dos vícios dos governos. Que sina.

JUNIOR ACHIEVEMENT

Na quarta-feira dia 06/10, Ricardo Felizzola, Presidente da Associação Junior Achievement do Rio Grande do Sul, será o palestrante do Tá na Mesa da Federasul. Na ocasião a Junior Achievement receberá da Federasul uma homenagem pelos 10 anos de atividades no Estado, desenvolvendo o espírito de empreendedorismo entre os jovens gaúchos. Este é um projeto em que sempre acreditei. Parabéns.

CARTÃO PREMIADO CLARO

A Claro oferece, até 15 de novembro de 2004, a promoção "Cartão Premiado Claro".Trata-se de uma iniciativa diferenciada que prevê a oferta de prêmios para clientes de cartões pré-pagos. Todos os cartões contêm prêmios, o cliente sempre sai ganhando. Maiores informações pelo 0800 036 36 36 e www.claro.com.br .

Leia mais