Artigos

03 fev 2005

ADMINISTRANDO OS RISCOS


RISCO CAMBIAL

Em todas as oportunidades que falo e opino sobre câmbio, defendendo a livre flutuação das moedas, sempre recebo algumas críticas. Alguns reclamam, até com razão, que a excessiva volatilidade de preços do real tira a capacidade de formar corretamente o preço dos produtos a serem exportados. Talvez desconheçam o que o mercado oferece para diminuição destes riscos.

TRADIÇÃO

Outros, porém, por pura tradição, sempre entendem que risco cambial é assunto exclusivamente governamental, nunca para empresas e empresários. O que, por sua vez, define um baixo nível de conhecimento sobre administração de riscos, de mercados e da própria empresa.

RECLAMANDO DO QUE?

Para estes e outros inconformados com a apreciação do real frente ao dólar, cabe uma informação importante: uma moeda só se valoriza quando as coisas vão bem naquele país. E a desvalorização, naturalmente, sempre acontece quando as coisas vão mal. A nossa situação atual, gente, mostra que o Brasil está melhorando economicamente. O BC, por sua vez, está fazendo o que há de mais correto. E, pasmem, é exatamente por isso QUE a sociedade está reclamando. Pode? Isto quer dizer, claramente, que gostamos e aplaudimos tudo quando as coisas vão mal. Muito mal. Pode?

SWAP CAMBIAL

Para enfrentar os problemas acima mencionados devemos saudar a chegada, finalmente, da maioridade no mercado de câmbio no Brasil. Com as operações de swaps, iniciadas ontem na BM&F, é possível ficar ativo em dólar e passivo em juros. Assim, as empresas exportadoras já dispõem de um mecanismo eficiente para se defender das oscilações mais significativas. Além de entender de mercados de produtos e serviços, sugiro que os exportadores passem a conhecer melhor o mercado financeiro. E comecem a usar os instrumentos existentes.

SÍMBOLOS DE LIBERDADE

Das 25 invenções que mais revolucionaram os últimos 25 anos, a Internet foi a resposta unânime de um grupo de pesquisadores e especialistas reunidos pelo Instituto de Tecnologia de Massachussets. Não é por nada que a Internet é um grande símbolo de liberdade, criado e desenvolvido, obviamente, por um país capitalista.

SÓ A COCA COLA?

As demais (24 seguintes), sem surpresas também foram descobertas por países capitalistas. Pela ordem: o Telefone Celular, o Computador, a Fibra ótica, o GPS (Sistema de Posicionamento Global), o Laptop, o CD, a Câmera digital, etc... Quase todas, como constatado, foram muito utilizadas no Fórum Social Mundial, mas só a Coca Cola foi proíbida. Qual a razão?

URSO LUGUITO

O chocolate Lugano está marcando a abertura da sua primeira loja temática com uma novidade: o Urso Luguito. A Casa de Luguito fica no bairro Carniel, em Gramado, RS, e a entrada da loja é a barriga do próprio Luguito, o qual abre e fecha os olhos, estando rodeado por um colorido jardim e locais especiais para fotografias. Bela iniciativa que terá sucesso para o período da Páscoa que vem aí. Parabéns.

CARGOS

A partir de 1º/02/2005 o Eng° Sérgio Coelho da Silva deixou o cargo de Presidente e Diretor de Operações do Univias para se dedicar às questões do setor de concessões rodoviárias através da presidência da AGCR - Associação Gaúcha das Concessionárias de Rodovias. Sérgio será o responsável pelas questões relacionadas ao reequilíbrio dos contratos de concessão rodoviária junto ao Governo do Estado. Assume a presidência do Univias o Eng° Marcos Picarelli Ferreira, que deixa a diretoria da Construtora Sultepa.

Leia mais

02 fev 2005

DESTRUINDO O QUE ESTÁ CERTO


MOVIMENTO PERIGOSO

Quando percebo os movimentos de várias instituições representativas da sociedade civil, contra a alta do juro e da carga fiscal, fico muito preocupado. Este filme já passou por aqui. Morremos todos no final. Por falta de visão e capacidade de administração vamos estragar a única coisa boa que este governo vem fazendo: a política macroeconômica.

O EFEITO NÃO É A CAUSA

Por se recusarem a atacar as causas vão, certamente, fazer de tudo para mexer nas conseqüências, o que além de não provocar acertos vai desorganizar ainda mais o processo que ainda poderia nos tirar do atoleiro. Os impostos, gente, é que precisam antes de tudo ser simplificados e blindados, para que todos paguem e não sejam sonegados.

POR ÁGUA ABAIXO

As despesas públicas, desesperadamente precisam ser justas, honestas e cabíveis. Nada mais. Aí, o juro será, por sua vez, muito mais baixo. O risco, hoje o maior componente na formação de preço do dinheiro, deixará de existir levando o crédito a ter baixo custo. De novo, por falta de um mínimo de razão e de algum raciocínio vamos levar tudo por água abaixo. É dose.

AINDA SOU MAIS LULA

Depois da visita de Chávez ao RS, embora sua identidade já seja bem conhecida por aqui, estou convencido de que Lula ainda é um calouro. Um recém iniciado em populismo. Chávez, com sua experiência já demoníaca, chegou onde o PT quer que Lula chegue. Os caminhos escolhidos pelo PT no Brasil são diferentes. Menos espalhafatosos, apesar de que os objetivos sejam os mesmos: o neocomunismo para a América Latina.

FALSO DEMOCRATA

Chávez é um falso democrata. Um esperto travestido, pois a própria Constituição da Venezuela foi feita e aprovada por ele. Lá, pela Carta Magna, todos têm o direito de escolher a cor de suas roupas, desde que sejam da mesma que Chávez aprecie. Como se vê, um autêntico autoritário. Um líder magnífico da esquerda revolucionária. Como vivemos pela forma comparativa, confesso que para sofrer menos por algum tempo ainda, sou mais Lula. Xô, Chavez!

IRAQUE DEMOCRÁTICO

A torcida barulhenta e coesa, representada pela imprensa brasileira, leia-se principalmente Rede Globo, foi muito grande para que as eleições no Iraque fossem um fracasso. Não foi. Ao contrário, o povo votou em massa depois de quase 60 anos sem poder sequer votar. O curioso, longe de ser uma surpresa, é que em Cuba não há eleições. E o que antes não havia no Iraque foi conquistado pela interferência dos americanos. Em outras palavras: os EUA garantiram a democracia onde duas gerações não conheciam. E ninguém leva isto em consideração. Principalmente o Jabor, que é o editor-chefe do editorial anti-Bush da Globo.

NÓS, OS BOBOCAS

Os argentinos, além de caloteiros internacionais, também gostam de fazer os brasileiros, e principalmente os gaúchos, de bobos. Por todo o sempre, quando os argentinos resolvem passar suas férias no Brasil viajando em seus próprios veículos, abusam da velocidade, do mau dirigir, da má educação e dos xingamentos a quem atravessa nos seus caminhos. E nada acontece.

FAZER O MESMO

A nossa incompetência é tão grande que não encontramos uma forma efetiva para multá-los, receber o produto das multas e deporta-los por mau comportamento. Uma vergonha, gente. Eles sabem disso e fazem gato e sapato de todos nós. Creio que a nossa melhor saída ainda vai ser a de fazer o mesmo, ou seja, ser carroceiro ou argentino. Nunca pega nada.

Leia mais

01 fev 2005

O SALDO DE JANEIRO


MAIS COMUNISTA E ATRASADA

É incrível, mas lá se foi o mês de janeiro. Nem bem esquecemos do gosto do espumante servido no reveillon e já estamos em fevereiro. Tudo rápido. E com a impressão de que não chegamos a aproveitar devidamente o tempo passado. Esta sensação, aliás, vem nos perseguindo com mais intensidade, infelizmente. Cremos, assim, que não estamos mais retendo, como outrora, o passar das horas. Mas, enfim, o que sobrou mesmo deste primeiro período? Em Porto Alegre, com o FSM, ficou uma certeza: uma nova parcela do povo gaúcho já está mais comunista e mais atrasada.

AUMENTANDO A POBREZA

Temas da maior importância, para tentar aliviar a pobreza não foram sequer atacados. E o curioso é que estão bem à vista dos maiores manifestantes. Vejam: apesar de advertências repetidas, já se confirmou que os inativos do governo do RS superam o número de ativos. Em número físico e financeiro, pois a despesa com a folha dos servidores inativos também já é maior. Problema gravíssimo, que só se ameniza (mas não resolve) com mais e mais impostos para poder atender às aposentadorias dos funcionários públicos.

MISERÁVEIS EM ALTA

Para quem acompanha, não foram poucas as sérias advertências feitas pelo Ponto Critico, mostrando que isto estimulou o empobrecimento dos contribuintes gaúchos. Por isso, dentro da mesma lógica, volto a advertir que está havendo um crescimento populacional, desmedido e extraordinário, nas classes miseráveis. Sem um planejamento familiar, os miseráveis crescem sem parar e devem ultrapassar o número de pobres, remediados e ricos muito em breve.

UM HAITI

Se hoje já são mais de 34% da população brasileira, pela velocidade do crescimento de nascimentos serão mais de 50% em poucos anos. Como não adianta muito advertir, pelo menos não posso deixar de explicar que se nada for feito imediatamente, seremos um Haiti dentro de 10 anos. Isto não foi lembrado nem discutido..

BILL GATES

Muita gente boa, por questões ideológicas, é sempre esquecida pelos participantes e organizadores do FSM. Como a maioria é manobrada e comunista, está impedida de pensar e se manifestar pela razão e pela justiça do reconhecimento de quem efetivamente mais pratica o verdadeiro espírito social. Caso contrário, quem deveria receber todas as honras, deste evento que se diz defensor da justiça social, é Bill Gates. Ninguém, jamais, fez e faz mais do que ele na ajuda das mais diversas instituições. E tudo com a devida fiscalização do seu próprio grupo para evitar fraudes.

CHAMADA EXTRA

A Prefeitura de Porto alegre está com o seu caixa altamente comprometido. Depois de tantos anos sem um mínimo de transparência sobre a realidade do caixa do Executivo Municipal foi esclarecido, com todos os números, os compromissos a pagar no curto prazo e os recursos disponíveis. Um horror. É de sair correndo daqui antes que a chamada-extra seja definida pelo síndico.

OS QUEBRADOS

Aliás, os gaúchos que vivem na Capital estão numa péssima situação: o Estado do RS está quebrado. E só vê no aumento de impostos a saída para ganhar uma sobrevida. Não é para se salvar, gente. É só para viver mais um ano. E os moradores, ou trabalhadores de Porto Alegre só vem recebendo péssimas notícias sobre a situação financeira da Prefeitura.

ESTADOS MELHORES

Enquanto isso, o Estado do Espírito Santo noticia grande redução de impostos para estimular e atrair investimentos. E o Paraná (do Requião, pasmem) aumentou significativamente a arrecadação depois de reduzir as alíquotas de ICMS para vários produtos. E nós? Bem, nós ainda podemos nos mudar para lugares onde os contribuintes são tratados decentemente. Que tal?

Leia mais

31 jan 2005

REVOLUÇÃO BOLIVARIANA


CRIPTONITA VERMELHA - 1

Muita gente não gosta de Bush. Até aí tudo bem. Mas, nem por isso precisam deixar de gostar dos EUA e das coisas admiráveis que foram feitas e que continuam sendo desenvolvidas pelos americanos. Para quem gosta de sucesso, liberdade, oportunidade e outras coisas boas, o endereço certo para obter os conhecimentos necessários é, indiscutivelmente, o norte da América. Que foi descoberta na mesma época que os demais países latino-americanos. Ou seja, todos os países da América tiveram a mesma capacidade de crescer e se desenvolver. A diferença brutal, obtida pelos EUA sobre os demais países, está localizada só na educação recebida pelos povos. Nada mais.

CRIPTONITA VERMELHA - 2

Agora vejamos o que acontece em Porto Alegre, no Fórum Social Mundial. Manifestações de inveja, ciúmes, burrice e falta de educação para com os países desenvolvidos, especialmente aos EUA.. Isto não sobrou, gente. Já nos acompanha há muito tempo, mas que nestes encontros idiotas anuais vem marcando a tendência e vocação dos gaúchos para o comunismo. E a coroação da burrice e do subdesenvolvimento explícito ocorreu com a recepção calorosa ao Messias Hugo Chávez. Ele é, sem dúvida, o maior líder populista sul-americano. Um líder do mal, naturalmente, que vai piorar em muito as vidas dos ignorantes latinos. Quem tem um pouco de discernimento já identificou o perigo.

CRIPTONITA VERMELHA - 3

Como estamos sendo governados, aqui no Brasil, por gente da mesma espécie e categoria de Chávez, só um pouco menos fanfarrões, ficou mais do que claro e transparente o prazer que os petistas tiveram pela recepção ao grande líder. Os sorrisos e salamaleques foram abundantes e cheios de felicidade. No encontro festivo só faltou marcar a data oficial para a grande revolução bolivariana já em curso. Com certeza vamos sofrer muito, pois os poucos que ainda queiram resistir vão perder muito sangue na tentativa. E, como se sabe, as armas não estarão disponíveis para a luta. Está tudo muito bem pensado. O povo é que ainda não entendeu.

CARTEL DOS COMBUSTÍVEIS - 1

Os combustíveis, aqui no Brasil, sofrem de vários males. Pela ordem, os principais são: 1- Altos impostos incidentes; 2- Adulteração dos produtos; e, 3 ? Cartel dos distribuidores. A ordem de exposição já identifica que o primeiro mal é responsável pelo crescimento dos outros todos. Todo mundo sabe disso, mas o governo se recusa a impedir ou diminuir a existência dos graves males.

CARTEL DOS COMBUSTÍVEIS - 2

Exatamente por isso é inegável que esteja havendo um grande cartel nos postos de combustíveis em Porto Alegre. Com certeza, não é o que o torna absolutamente imperfeito e, por conseguinte, injusto. Mas, pelo visto, o grupo de mentores, impositores e fiscalizadores da manutenção do cartel andam dificultando bastante a vida daqueles que gostariam de operar com liberdade de preços. As ameaças são enormes e vão desde as ameaças pessoais, ou de uma possível destruição patrimonial, até a suspensão do fornecimento dos produtos.

CARTEL DOS COMBUSTÍVEIS - 3

Ninguém se arrisca a falar sobre o assunto com medo de represálias, mas à boca pequena o descontentamento é grande. Em Fortaleza, Ceará, um empresário mais ousado e valente resolveu romper com o sofrimento e chamou a imprensa para declarar a existência do cartel. Não sei ainda qual será o seu fim, mas se a polícia não ajudar podem estar certos de que vai perder muito.

CARTEL DOS COMBUSTÍVEIS - 4

Isto deve servir de exemplo para que nunca se ataque o mercado pelos resultados que ele pode oferecer. Todo mercado imperfeito tem uma causa. A causa da existência de cartéis, por exemplo, é falta de fiscalização e de policia. Onde falta seriedade está sobrando injustiça. Antes de pensar em estatizar os postos devemos exigir que o Estado evite a formação dos cartéis e garanta a livre concorrência.

Érico Verissimo, 100 anos, o tempo e o vento a passar

A Cia. Zaffari, a partir de hoje, irá reverter ao Instituto do Câncer Infantil do Rio Grande do Sul (ICI/RS) o valor integral proveniente da venda de 1,5 mil exemplares de sua última publicação, a obra "Érico Veríssimo, 100 anos, o tempo e o vento a passar". O livro estará disponível exclusivamente nas redes Zaffari e Bourbon, ao preço de 70 reais.

Leia mais

27 jan 2005

FESTA DOS SUJOS


WOODSTOCK

O FSM nada mais é do que um Woodstock brasileiro. Uma festa dos sujos, desocupados e rebeldes sem causa. Que se juntam para protestar sem apresentar soluções viáveis ou inteligentes. Só isso. A maioria só quer música e consumir maconha e êxtase, como já aconteceu em anos anteriores e se confirmou ontem, como foi noticiado. Uma chinelada braba que até para o banho tem grandes restrições.

CHÔ DAQUI, FSM

Afinal, digam com toda a sinceridade, qual proposta decente e digna foi apresentada ou entendida pelos participantes? Até para reduzir a pobreza não entendem e não pregam pela existência de mais atividades econômicas e mais educação. Só querem e exigem a distribuição daquilo que os outros produzem. Além disso, dificultam, com passeatas ridículas, o ganha pão daqueles que trabalham. É dose. Chô daqui, FSM.

A LIMPEZA CONTINUA

Além do PT, que já saiu da Prefeitura de Porto Alegre, e do FSM, que já declarou que vai se retirar daqui, felizmente, ontem foi a vez do bandido Melara. Este também já foi. Foi detonado, não se sabe por quem. Como entendo que bandido que liquida bandido não precisa ser banido, estou muito satisfeito com o mês de janeiro. Que os meses seguintes sigam assim.

IMPRENSA SÉRIA?

A imprensa gaúcha, principalmente o jornal ZH, dedicou mais de dez páginas ao FSM e só um quarto página para o WEF. Bem dentro do espírito mais comunista gaúcho. E quando escolhem alguma coisa que acontece em Davos, que no entender da redação possa merecer algum registro, é recheado de ironias. Isto é uma imprensa séria?

MUITO CHATEADO

O jogador Ronaldo Nazário mostrou que não tem nada contra seqüestros ou regimes ditatoriais. Ou melhor, desde que não sejam brasileiros os reféns de seqüestros feitos fora do Brasil. Aí ele fica muito chateado. De novo, só com os casos que acontecem com brasileiros e fora do país. Os seqüestros que acontecem dentro do Brasil não lhe comovem, pelo visto. Maravilha. Se ele pedir para acabar com a guerra no Iraque, certamente será atendido. Alguém concorda?

MAIS ISOLADOS

Não bastasse as intenções e as reais atitudes do governo do RS para nos isolar do resto do mundo, e do próprio Brasil, temos ainda a queda da ponte na rodovia Régis Bittencourt, no Paraná. É dose. O convite para que saiamos daqui vem sendo feito todos os dias, pelos entraves e impostos exagerados. O mesmo vale para impedir que outros queiram vir para cá. Agora, até para fugir daqui está ficando também mais difícil por terra. Resta, é verdade, a via aérea e a hidroviária. Por enquanto. Aqui é assim: o raio cai várias vezes no mesmo lugar. E todos com grande capacidade destrutiva. Chô, azarão.

MP 232

As entidades do centro do país estão em pé de guerra contra a MP 232. O Conselho da OAB, principalmente, precisa ser parabenizado pela forma de atuação contra o ímpeto arrecadatório do governo. Uma pena que as entidades gaúchas, certamente ainda muito cambaleantes pelas pancadas que receberam de tanta carga tributária que levaram na cabeça nos últimos dias, pelo governo do Estado, não estão acompanhando como deveriam a luta contra a aprovação da MP 232. Precisamos nos manifestar, pelo amor de Deus.

BEST SOURCING

Na palestra de Tom Peters, realizada na ExpoManagement 2004, entre outras coisas ele recomenda: Re-imagine a organização: Não é difícil imaginar uma empresa de uma só pessoa gerando receitas de US$ 1 bilhão, sendo totalmente terceirizada. A palavra-chave agora não é -outsourcing- e sim -best sourcing-, ou seja, terceirizar inteligentemente.

Leia mais

25 jan 2005

SENTIMENTO DE DESGOVERNO


SAUDADE DAS DITADURAS

Volta e meia nos deparamos com algumas enquetes ou pesquisas onde a nossa sociedade revela uma preferência, ou saudade, pela ditadura. Isto esclarece muito bem que somos muito mais uma república e muito menos uma democracia. Nas democracias o povo tem alguma vez. Nas repúblicas, só os políticos têm vez. Eles decidem praticamente tudo sem que a sociedade, em muitas das vezes, concorde com eles.

O EXEMPLO CHILENO

E não tem como tirá-los tão facilmente ou rapidamente do poder. Estão muito protegidos pelas leis que eles mesmos aprovam. E vivem se cercando cada vez mais para evitar qualquer perda das suas mamatas já conquistadas. No fundo, no fundo temos mesmo é muita inveja do Chile, de Pinochet. Já que o povo aprecia mais a ditadura, só precisa ter certeza de que o ditador exigido tenha o perfil de um Pinochet, por exemplo.

BLINDAGEM

Alguém que realmente blindasse o Brasil dos arroubos dos governantes safados. E que ao voltar a abrir novamente o país garantisse uma efetiva e definitiva democracia. Alguém, enfim, que fizesse as reformas certas e necessárias para acabar com os tantos privilégios que hoje engrossam abundantemente a nossa Constituição e asfixiam as nossas contas públicas.

DITADURAS INCOMPETENTES

Infelizmente, nas várias ditaduras que experimentamos, os nossos ditadores não contribuíram para com a eliminação dos problemas graves do país. Sempre se mostraram extremamente incompetentes. Mas, embora o povo ainda assim tenha se sentido bem mais protegido, clama certamente por algo ou alguém mais justo do que esta falsa democracia que impera no país. E que não resolve jamais os problemas que nos angustiam.

O MELHOR EXEMPLO DO MAL

Os exemplos se escancaram, mas um deles serve como principal motivo pelo nossa devoção às ditaduras: a nossa Previdência Social Pública. Ela está completando 82 anos e o déficit descomunal continua crescendo. Bem diferente do sistema chileno que resistimos em copiar. Aqui se impede que aconteça o justo e o necessário para estancar a crescente hemorragia das contas públicas. Só este exemplo já enche o peito de quem prefere e clama por ditaduras. Imaginem somando aos demais.

POÇO ARTESIANO

O deputado estadual Frederico Antunes, PP/RS ( aquele, entre os 27 deputados infelizes, que votou a favor do aumento do ICMS na telefonia, combustíveis e energia) volta hoje a ser secretário de Estado de Obras Públicas e Saneamento. No final da semana anterior, como se já estivesse no cargo, inaugurou um poço artesiano no interior do RS. . Vejam só. Uma fantástica obra, não? Pois é. Num estado que não há obras é difícil entender a razão para ter tal Secretário. Ou melhor, se entende, sim. É para ser usado pelo Governo quando for necessário um aumento de impostos. Como somos incompetentes, gente! Votar em gente assim é pior de que ser assim como o tal deputado/secretário.

SOLUÇÃO PARA AS CARROÇAS

Na entrevista que fiz com o prefeito José Fogaça, informei que as carroças são um problema de trânsito e que era exigida uma solução urgente, e já muito atrasada no tempo. Fogaça, entretanto, entende que é também um problema social. Insisto que o problema social é criado pelos carroceiros e não ao contrário. Ou seja, as minorias não podem ter mais importância do que as maiorias. Como estamos diante de um problema que exige imediato enfrentamento, proponho:

PROPOSTA AO PREFEITO

1- Cadastramento urgente das carroças existentes. A partir daí nenhuma outra poderá entrar em circulação; 2- Conhecido o universo, propor uma compra das carroças e cavalos. Algumas novas poderiam ser disponibilizadas nos parques da cidade, desde que transformadas em carruagens turísticas, a exemplo do que existe em N.York e Londres; 4 ? As carroças remanescentes teriam um prazo de 2 a 3 anos para desaparecerem definitivamente. Os carroceiros (que precisam ser maiores de idade) receberiam cursos sobre conhecimento e habilitação de trânsito. Assim, aqueles que queiram permanecer na atividade de transporte passariam a usar somente veículos automotores para a função. Até algum financiamento, para tanto, poderia ser fornecido. Pense nisso, Prefeito.

Leia mais